Direção de Arte e Ilustrações

quarta-feira, 29 de agosto de 2007

Ilustração Fanzine PIN UP

O primeiro dia de um Diretor de Arte.

Ser Diretor de Arte não é uma função ou cargo como objetivo, é um estado de espírito. Uma constante inspiração, motivação e tesão pelo acordar. É o começo das atividades do profissional de Publicidade e Propaganda que almeja vôos mais altos e, quem sabe, uma visita a Cannes. Geralmente não se diz ser o tal ou querer sê-lo, vem do berço, das entranhas da criação, e da visão mais apurada de tudo que o circunda. Não é causa, é conseqüência. No experiente Arte-finalista, que por anos acompanha o reconhecimento de estagiários promovidos a Diretores de Arte, existe sempre o anseio de ser ou não ser. A questão é ser bom o suficiente para confrontar as novas idéias e conceitos de uma nova geração.

Começar em uma agência de propaganda como Arte-finalista é a maior desgraça de um criativo, pois tende a acomodar e alienar. Agora, e quando a oportunidade aparece depois de anos de alienação? Até que ponto o profissional está preparado para recomeçar? Nada melhor do que um espelho para conversar e persuadir-se.

O primeiro dia na nova agência é mágico, as idéias fervilham, a língua está afiada, você é o centro das atenções e detém outros sentimentos mais profundos também. É no primeiro dia que se define os aliados, os inimigos e os macaquinhos; criaturas metódicas que repetem eternamente o que já foi feito, com medo de mudar e levar um jato d'água, como conta a piada.

No primeiro dia, é conhecido ainda, o Redator que vai formar a sua Dupla de Criação. Com esse, é importante um relacionamento franco, aberto e criativo. É importante tê-lo como um aliado e saber até que ponto será um coelho ou uma aranha. O coelho corre na frente e o Diretor de Arte vai atrás, enquanto que a aranha é lenta e você não vê a hora de matá-la.

sábado, 25 de agosto de 2007

Apresentação.




Meu nome é Moreno. Trabalho há mais de 15 anos com Propaganda e Marketing, com experiências em Relações Públicas, Assessoria de Imprensa e Endomarketing, criando conceitos e campanhas que fazem a diferença na vida das marcas e das pessoas. 

Um conceito marcante que ajudei a criar foi para a campanha de lançamento da Linha 500 da Agrale, "A nova geração de uma família de muita tradição", premiada com o Grand Prix Eureka de Criatividade em Rádio em 2013 (Ouro), e nacionalmente na XVII Mostra ABMR&A de Comunicação em Marketing Rural e Agronegócios (Bronze).

Membro do Conselho do Curso de Design da FSG em 2010 e Co-fundador e Presidente do Clube de Criação de Caxias do Sul (CCCS), de 2009 a 2013, onde promovi e organizei palestras com grandes nomes da propaganda nacional, como Saul Duque, Rodrigo Pinto, Márcio Calage, Régis Montagna, Marcelo Firpo etc, além de um Curso de Criação com Pedro Pletitsch, Diretor de Arte da Fischer.

Como idealizador e Produtor do filme “Kátharsis” em 2017, recebi 9 prêmios, incluindo Destaque pelo Conjunto da Obra na Mostra Sesc de Cinema (2018), Semifinalista do Hollywood Screenings Film Festival (2018), premiado com Melhor Filme no Festival Vanguarda do Bom Jesus (2018), premiado com Melhor Filme no CineSerra (2017), entrei na Seleção Oficial do Festival Internacional de Cinema de Gramado (2017), Semifinalista do Los Angeles CineFest (2017), entre outros.

Premiado no Salão da Propaganda em 2010 (Bronze) pelo VT criado para Escola Helen Keller, premiado internacionalmente pelo Marketing dos Colchões King Koil em 2007 (Ouro), premiado na 2ª Noite de Talentos ESPM com a Prata pelo Melhor Plano de Marketing em 2007, e finalista no 18º Salão do Jovem Artista com exposição no MARGS em 2004.

Entre as marcas que atendi, destacam-se DalPonte, UCS, Unimed Nordeste, FIMMA Brasil, Agrale, Lavrale, Vidroforte, Movelsul, Sanmartin, voestalpine Meincol, Jornal Pioneiro, Grupo RBS, Visate, CIC Caxias, entre outros.